Jiu Jitsu – Por Carlos Andreucci

O iniciante deve aprender os movimentos mais simples e eficientes para se defender de um agressor maior e mais forte.

Sobreviver.

Adquirido os reflexos básicos, deve refinar as técnicas, buscando execuções naturais e relaxadas, economizando cada vez mais energia nos movimentos.

Sobreviver com controle.

Reflexos de defesa naturais, possibilitam maior controle do confronto com mínimo esforço e máxima eficiência, possibilitando a fuga do confronto ou a finalização através de golpes traumáticos, torções e estrangulamentos.

Sobreviver com controle físico e mental

Treinar e “afiar” as técnicas de estrangulamentos, torções, deslocamentos e hiperextensões tornando- as automáticas e precisas, possibilitando ainda mais o controle do uso da força em situações de risco.

Sobreviver com controle físico e mental com maior poder de decisão.

Viver plenamente sem ter que pensar para reagir da melhor maneira. Deixar que o confronto que não pôde ser evitado siga seu curso, mas sob seu controle físico,mental e espiritual. Não há como determinar como será o final, mas o resultado favorece àqueles com senso de justiça e treinados, conhecendo a si mesmo, o oponente e a situação.

Sobreviver com controle físico e mental com maior poder de decisão e naturalidade.

No fim, tudo que aprendemos deve ser usado de forma combinada e adaptado de acordo com as circunstâncias e pessoas.

Não há forma.

Não há certo e errado.

Somente o melhor a ser feito em cada situação com honra, justiça e respeito mútuo.

Carlos Andreucci é o Professor Principal da Academia Jiujitsu e faixa preta de Jiujitsu.

Ainda não conhece nossa Academia e nosso programa? Oferecemos 5 dias (corridos) grátis para você conhecer!